segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Lhasa Apso é encontrado em lixão de São Vicente. Bicho de raça também sofre abandono!!!





Não existe na notícia nenhuma novidade porque essa é a realidade em que são encontrados muitos animais neste país.... O que chama a atenção para a notícia é o fato deste bichinho em particular ter uma raça. Para aqueles que são leigos ou mesmo não fazem parte da causa de defesa animal, normalmente quando afirmamos que bichos de raça também são abandonados, jogados fora ou maltratados parece que estamos exagerando, ou que já nos tornamos pessoas neuróticas que não acreditam mais na humanidade. 
Quem lida com resgates ou mesmo denúncias de maus tratos é muito comum se deparar com animais de raça em favelas, em estradas, em parques ou então abandonados em bairros considerados de um melhor nível social porque quem pretende descartar um bicho acredita que eles serão pegos por moradores daquela área. Este lhasa apso pode ter sido ter sido descartado por um criador de fundo de quintal, podia ter um dono que não o quis mais, pode ter se perdido e foi parar no lixão porque lá não deixa de ser uma fonte de comida. E além disso tudo é muito comum também o descarte de animais de raça por patroas que enjoam do "brinquedo" e os entregam nas mãos de suas funcionárias domésticas, o que ocasiona na maioria das vezes extremo sofrimento para estes animais já que muitas vezes vão para locais onde não existem a menor condição para que possam ter qualidade de vida.....muitos eram animais acostumados a melhor ração, ao banho e tosa semanal, a roupinhas caras, a caminha quentinha e confortável e de repente são tolhidos de todas essas mordomias e passam a viver em outra realidade onde muitas vezes o adotante não tem nem como abrigá-los em um quintal. Com o tempo viram um emaranhado de pelos sujos, cheios de pulgas, carrapatos, cruzam porque nem sempre estão castrados, contribuindo com mais animais abandonados, adoecem porque são mais frágeis e acabam sua vida talvez da mesma forma como este lhasa apso que foi encontrado no lixão.  
Em tempo: maus tratos a animais não está necessariamente ligado a condição social. Existem pessoas extremamente pobres que amam e cuidam com muito carinho e dedicação de seus bichinhos, e milionários que os deixam morrer de fome e de doenças. Riqueza ou pobreza não são balizadores do bem ou do mal.
Nunca adquiram um animal por impulso, seja através de adoção ou comprando-o. Lembrem-se que um ser vivo precisa de boa alimentação, espaço adequado, vacinas, veterinário, segurança, passeios, amor, carinho e dedicação.
 #adote #castre #ameparasempre 
EsquadrãoPet

Cachorro é encontrado vivo dentro de lixo por moradores de São Vicente, SP

Segundo informação da prefeitura, estado de saúde do animal é grave.
Cão foi recolhido por funcionários da da Zoonoses da cidade.


 (Foto: Karla Roberta / Arquivo Pessoal)

Um cachorro foi resgatado do lixo por moradores, nesta sexta-feira (15), em São Vicente, no litoral de São Paulo. Segundo informações da assessoria de imprensa da cidade, o animal, que se encontrava muito debilitado, está em estado grave. Testemunhas afirmam que uma moradora percebeu uma movimentação dentro de uma caçamba no bairro Parque São Vicente. Os funcionários do Departamento de Controle de Zoonoses foram até o local e constataram que o cão, da raça Lhasa Aspo apresentava sinais de maus-tratos, com nós nos pelos e bichos em diversas partes do corpo.
O cachorro foi retirado do lixo e  encaminhado até a clínica da instituição onde recebeu atendimento e segue em observação.
Fonte:G1 Santos

Abaixo um vídeo intitulado Espera de um amigo-Um olhar sobre o abandono animal. Infelizmente não temos a fonte para poder dar os créditos. 

video

Nota:
No estado de SP os Centros de Zoonoses já não sacrificam animais devido a legislação que proibe a prática, porém os animais abandonados morrem das formas mais cruéis, atropelados, envenenados, espancados, nas mãos de viciados em drogas, de fome, doenças ou mesmo por depressão já que as chances de uma animal que possuía um dono ter condições de sobreviver nas ruas é mínima. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário