quarta-feira, 1 de abril de 2015

Farra do Boi - Veja como proceder para denunciar este crime.



A Farra do Boi é um elemento da “cultura popular” do estado brasileiro de Santa Catarina que teria sido trazido ao Brasil por açorianos há 200 anos. 
Acontece no litoral de Santa Catarina, onde é predominante a população com essa ascendência.
O significado de tal ritual é ainda desconhecido, sendo atribuído a ele por alguns uma conotação simbólica religiosa referente à Paixão de Cristo, onde o boi faria o papel de Judas.Antes do evento, o boi é confinado, sem alimento disponível, por vários dias. Para aumentar o desespero do animal, comida e água são colocados num local onde ele possa ver, mas não possa alcançar.
A Farra começa quando o boi é solto e perseguido pelos "farristas“ (homens, mulheres e crianças), que carregam pedaços de pau, facas, lanças de bambu, cordas, chicotes e pedras. Eles perseguem o boi, que, no desespero de fugir, corre em direção ao mar, onde acaba se afogando; ou em direção às vilas.

A Farra do Boi ocorre com mais frequência na época da Quaresma, culminando na Sexta Feira Santa.

A Morte:
Fontes da WSPA-Brazil afirmam ter visto bois sendo torturado de diversas maneiras:
- Animais banhados em gasolina e depois incendiados,
- Pimenta jogada em seus olhos que, geralmente, são arrancados.
- Participantes quebram os cornos e patas do animal e cortam seus rabos.
- Os bois podem ser esfaqueados e espancados, mas há um certo "cuidado“ para que o animal permaneça vivo até o final da "brincadeira".

Essa tortura pode continuar por três dias ou mais. Quando finalmente o boi é morto e a carne é dividida entre os participantes.

Para quem não é de Santa Catarina:
Em Santa Catarina a farra do boi é proibida (Recurso Extraordinário número 153.531-8/SC; RT 753/101). 
Denuncie para o Disque-Denúncia (0800-481717)
Escreva para as autoridades uma mensagem de repúdio à Farra do Boi em Santa Catarina. Se for o caso, informe ainda que deixará de viajar para o Estado por reconhecer que a Farra do Boi não está sendo combatida com rigor."



Contatos:Jornal "A Notícia": opiniaoanc@an.com.br
Diário Catarinense: diariodoleitor@dc.com.br

Prefeitura de Florianópolis:www.pmf.sc.gov.br/anexos/contato.htm

Secretaria de Turismo de Florianópolis:www.pmf.sc.gov.br/turismo/contato.htm

Ouvidoria do Governo do Estado de Santa Catarina:www.ouvidoria.sc.gov.br/enviar.php

Saiba como ajudar e denunciar
Não seja conivente com os maus-tratos aos animais. Se você souber ou presenciar a Farra do Boi, denuncie e exija a interferência de alguma das autoridades abaixo:

Polícia Civil
Gov. Celso Ramos: (48) 3262-0148
Barra do Sul: (47) 3448-1188
Navegantes: (47) 3342-1099 / 3342-1059
Penha: (47) 3345-0777 / 9880-8881
Porto Belo: (47) 3369-4481 / 9961-5501
Bombinhas: (47) 3369-1336 / 8414-0388
Paulo Lopes: (48) 3253-0190
Garopaba: (48) 3644-0089 / 8407-2450
Campeche: (48) 3333-5525 / 9981-2541
Pantanal: (48) 9972-3129
Ingleses: (48) 3266-1872 e 8406-4564
Barra da Lagoa: (48) 3232-0500 / 9947-1870

Polícia Militar
Fone 190

4° BPM Florianópolis: (48) 8419-7495 / 9972-8475
7° BPM São José: (48) 8419-7487
Guarnição de Palhoça: (48) 9971-5072
Pelotão Garopaba: (48) 3254-3287 / 3254-3534
Grupamento Gov. Celso Ramos: (48) 3262-8345

CPPA (Cia. de Polícia de Proteção Ambiental)
Florianópolis: (48) 3269-7111
Palhoça: (48) 3292-6000
Tijucas: (48) 3263-0193
*************************
FONTE : WSPA e ECOSUL (http://www.leideprotecaoanimal.com.br/?cat=4&paged=3)



Mais um material sobre a famigerada Farra do Boi 
http://pt.calameo.com/read/00191317108110dfdee48 





A busca pela evolução. Umbanda e Candomblé Verde entendam o que é isso.


Quando estávamos fazendo a matéria sobre a declaração descabida da deputada Leci Brandão comemorando o fato de que poderão prosseguir com os sacrifícios de animais em rituais na semana passada, nos deparamos com alguns materiais sobre uma nova abordagem da umbanda e do candomblé e com certeza isso merece ser citado aqui no blog também, a chamada Umbanda Verde.
Não cabe a nós julgarmos nenhuma religião, já que cada um tem o direito de escolher (ou não)  a que lhe é mais adequada. Mas lutar contra a ignorância, a falta de compaixão e a crueldade contra os animais isso ninguém vai nos impedir de fazer jamais!!!
Acreditamos até que é impossível nos dias de hoje alguém seja de qual religião for, continuar a defender o direito de imolação de um animal em nome de algum deus ou entidade.
Temos lido inclusive opiniões dentro das próprias religiões afro brasileira que isso só serve para aumentar ainda mais o preconceito já existente contra eles. Então que tal uma mudança de postura em busca da evolução?

De qualquer forma é bom que fique claro que o fato da constituição em seu artigo 5° citar a liberdade de culto, não dá a ninguém o direito de torturar, maltratar ou matar animais em nome de nenhuma religião.
Abaixo uma citação do Dr. Reynaldo S. Velloso que tem acompanhado a luta dos defensores dos animais no Rio Grande do Sul e que é membro da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais OAB/RJ.


Mas vamos falar um pouco sobre essa nova tendência chamada Umbanda Verde, que busca a sustentabilidade, a consciência da responsabilidade social e ambiental.
Segundo seus adeptos o respeito pela natureza deve fazer parte das liturgias praticadas pelos integrantes destas religiões.
Não deixar rastros de oferendas em matas, mares, ruas, praças, parques e cachoeiras são preceitos básicos.
Inclusive encontramos um blog de uma protetora de animais adepta do candomblé verde, a Edilene Moura onde ela afirma que não há a menor necessidade de se fazer oferendas de animais nestes rituais, e que a prática só faz aumentar o preconceito contra as religiões afro brasileiras.

Abaixo um vídeo de Jorge Scritori sacerdote umbandista, defensor dessa linha de atuação, muito interessante para podermos entender melhor do que estamos falando. 
Realmente um ritual leve, bonito de se ver, e que com certeza nos faz pensar que existe esperança de que a evolução é necessária e bem vinda.

video

Nota:
Que religião é essa que insiste em defender o uso do sangue, da dor, da morte para alcançar seus objetivos?
Quem em sã consciência pode acreditar que a energia gerada por este rituais sangrentos resultarão em algo bom para uma pessoa ou para o planeta?
Como insistir em permanecer nas trevas do primitivismo e da utilização de oferendas regadas com o sangue de inocentes que após serem mortos são jogados pelas esquinas ou matas de nossas cidades? 
Sigam com suas crenças mas evoluam!!!
Os animais, aqueles que os amam e o planeta agradecem.











domingo, 29 de março de 2015

Deputada comemora arquivamento de PL que proibiria sacrificio de animais em SP.



O print acima é a declaração da deputada estadual Leci Brandão-PCdoB,  que ocupa um cargo para o qual é paga com o dinheiro de nossos impostos e que deixa claro que apoia as matanças de seres indefesos e inocentes, comemorando em sua página do facebook o fato do PL estadual que proibiria o sacrifício de animais no estado de SP ter sido arquivado.
Com a desculpa esfarrapada de que quem é contra a matança cruel de animais em rituais é preconceituoso, e é contra as raízes africanas, aqueles que um dia foram escravizados, querem manter sob seu domínio os animais como se suas vidas e suas mortes fossem um direito adquirido por eles,  e do qual não podem e não querem abrir mão.

Com a desculpa de que só sacrificam animais que são usados como alimento, insistem em  prosseguir com a matança, sendo que todos sabem que a lista não incluí apenas estes, sendo comum se encontrar cães e gatos também nas oferendas.
Sacrifícios baseados na ignorância, falta de conhecimento e compaixão pela vida seja ela qual for,  a defesa de que a tradição deve ser mantida é defendida por uma grande maioria dos praticantes das religiões afro-brasileiras. 

Em um momento que este tema está sendo debatido intensamente na causa de defesa animal devido ao Projeto de Lei da deputada estadual Regina Becker-PDT, propondo que o Código Estadual de Proteção aos Animais do Rio Grande do Sul  volte a vigorar com a sua redação original proibindo dessa forma o sacrifício de animais em rituais religiosos

Na última quarta feira (25) uma audiência pública com presença forte dos praticantes dessas religiões,  protetores e ativistas dos animais, tumultuou a Assembleia Legislativa no Rio Grande do Sul.
Existe inclusive uma petição em apoio ao PL da deputada Regina Becker. Assinem amigos.

É importante observar uma forte tendência de alas mais jovens e evoluídas da umbanda que se posicionam claramente contra os rituais de sacrifício de animais, chamadas de umbanda verde ou umbanda sustentável, e por este motivo é importante evitar a generalização e buscar inclusive uma aproximação destes setores para juntos podermos acabar de vez com as práticas cruéis e ultrapassadas defendidas pelos que se acham no direito de assassinar animais em nome de suas ambições ou objetivos.

Abaixo alguns comentários pinçados do site do Umbanda eu curto.com que nos dão uma visão sobre essa postura mais ética e evoluída do tema.



Nota:
Na semana passada um post do Rio de Janeiro que nos chamou atenção sobre um galinho encontrado em uma situação que nos deixou indignados, e dispostos a abraçar cada vez mais a luta contra essas práticas primitivas e cruéis. Embora o galinho tenha sido resgatado por uma protetora não resistiu a tamanha crueldade. 
Fizemos este banner que resume toda nossa indignação que foi publicado em nossa página e causou muita comoção. 
Desculpem se a imagem é forte, porém as vezes é necessário um choque para que possamos abraçar uma causa de corpo e alma e essa luta está apenas começando. 



terça-feira, 17 de março de 2015

O perigo dos anticoncepcionais injetáveis no controle populacional de cães e gatos.


Imagens ilustrativas de alterações mamárias provocadas por hormônios.
Todos que lutamos pelos animais temos sempre como foco divulgar matérias onde o controle populacional de cães e gatos sirva de referência e exemplo para outras cidades e ganhe cada vez espaço. Porém na semana passada uma matéria chamou a atenção para algo que há anos nós temos combatido e na medida do possível publicado material para poder alertar a sociedade.
O uso do anticoncepcional ou contraceptivo injetável, ou injeções anticio  para cadelas e gatas servindo inclusive de comemoração para o sucesso de uma campanha na cidade de Rio Brilhante/MS.

Será que apesar de tantos casos que provam que esse método causa inúmeros problemas ainda continuará sendo usado por  profissionais da medicina veterinária?
E quando os tumores de mama e as piometras surgirem como consequência do uso do anticoncepcional injetável, a população irá tratar dos animais?


Mesmo a cirurgia de castração sendo feita há pelo menos 30 anos no Brasil ainda assim a grande maioria dos veterinários saem das faculdades sem saber castrar. Até quando isso vai ser assim?
Onde está o CFMV (Conselho Federal de Medicina Veterinária) que não proíbe de uma vez por todas o uso destes produtos para evitar o cio?
O que acontece com essa instituição que se cala frente a tantas evidências de que essa prática tem que ser proibida?

Todos nós sabemos a grande dificuldade em se encontrar veterinários que castrem nas cidades mais afastadas porque isso ocorre até mesmo em algumas próximas a grandes metrópoles.
Mas por que os conselhos de medicina veterinária não organizam campanhas de capacitação neste país gigantesco?
Por que  não existe maior interesse dos próprios veterinários na busca pela especialização nas cirurgias de castração?
Pelo que vemos clientes não faltam e jamais faltarão, bastando para isso observarmos alguns profissionais que fizeram das cirurgias de esterilização o foco de sua carreira.

Para os que nunca leram sobre o perigo dos anticoncepcionais injetáveis uma matéria que dá para se ter ideia do que ocorre, muitas vezes após o uso de apenas uma ou duas doses http://goo.gl/zj5B1r

Sobre a colagem das gatas saibam mais sobre a hiperplasia mamária que pode ser resultado dos anticoncepcionais injetáveis também  http://goo.gl/NyGQKI. Excelente material do blog Dicas Peludas.

O banner abaixo é do Felinos Urbanos. Um projeto de São Luiz do Maranhão que merece todo nosso apoio e respeito.


Nota:
Quando estávamos encerrando essa postagem encontramos uma divulgação da Vigilância Sanitária de Rio Brilhante chamando a população para buscar o anticoncepcional na sua sede não se responsabilizando pela forma como serão aplicados. 
Comentários de veterinários e especialistas são bem vindos!!!






sexta-feira, 13 de março de 2015

Columbo, o fiel e amado companheiro de Sam Simon permaneceu junto a ele até o final.



Infelizmente na semana passada o mundo se despediu de Sam Simon,  co autor  dos Simpsons, que embora tenha se desligado da equipe da série em 1993, ainda assim fez fortuna e faturou nada menos que 7 prêmios Emmy.

Ele havia sido diagnosticado com câncer de cólon em 2012 e apesar de sua luta contra a doença procurou fazer dos seus últimos anos de vida um mosaico de boas ações e doou parte de sua fortuna em benefício dos animais e de seus defensores.
Muito além do homem que conseguiu ficar conhecido pelo seu talento, ele também foi um ativista e apoiador da causa de defesa dos animais e emprestou  não só seu nome e sua figura pública,  mas também suas doações em dinheiro e ações em favor dos animais.
Por ocasião de seu falecimento foram muitas as homenagens, muitas despedidas, tantas outras declarações e aquele sentimento de que as vezes Deus leva para si aqueles que sabemos que realmente farão falta aqui no nosso planetinha tão castigado.
Aqui mesmo no nosso blog publicamos uma das lindas ações que Sam Simon protagonizou recentemente ao comprar uma fazenda de um criador de chinchilas.
Foi como ativista e colaborador,  que esteve junto a Ong Internacional Sea Shepherd na luta contra a matança e captura de golfinhos  e baleias e inclusive bancando o navio da frota que recebeu o nome de Sam Simon.

Em seus últimos dias de vida Sam Simon teve a companhia de seu amado cachorro Columbo, que se manteve ao seu lado até os últimos momentos e que agora após sua morte passou a viver com um amigo, Tyson Kilmer que o adotou.
Segundo declaração de Tyson ao site  The Dodo,  Columbo tem sentido falta de Sam, e o estresse dos últimos dias junto ao seu amado tutor tem cobrado seu preço, mas devagar está superando a dor da perda, pois ele procura manter uma rotina muito parecida com a que ele tinha anteriormente.

Em uma dos últimos posts de Sam no twitter vê-se Columbo deitado ao lado de Sam em uma foto que dispensa qualquer tipo de legenda.

Foto/Sam Simon/twitter
Além de contribuir com várias causas Sam Simon também criou uma fundação que leva seu nome.

Nota:
Nem todos conseguem ser lembrados após a passagem para outra dimensão de forma carinhosa. Isso não é para qualquer um com certeza...há que ser muito especial para tanto!!! 
Sam sabia que não conseguiria vencer a terrível doença, mas fez de seus últimos anos de vida aquilo que considerava importante, e que lhe faria sentir que ficaria para sempre em nossos corações. 
Ele construiu uma história de amor e compaixão que permanecerá viva mesmo após muitos anos de sua morte.
Descanse em paz Sam.