quarta-feira, 29 de outubro de 2014

SP - Comércio ilegal de filhotes - Nem com denúncia na grande mídia subprefeituras agem!!!


Declarações de vendedores ilegais na feira da Jacú Pessego
Todos que acompanham nosso trabalho sabem de nossa luta desde a aprovação da lei 14483/07 http://goo.gl/YBQKdB para acabar com o comércio ilegal de filhotes na cidade de São Paulo.

Este comércio ilegal e cruel jamais deixou de existir totalmente na nossa cidade, porém na gestão Kassab conseguimos ótimos resultados e pudemos comemorar a desativação de pontos tradicionais na cidade, pois com a atuação conjunta dos órgãos responsáveis pela fiscalização, (subprefeituras e centro de controle de zoonoses) aconteceram inclusive apreensões de filhotes. Essa ação é prevista na lei e fez  com que os criadores de fundo de quintal dessem uma trégua e parassem com a venda ilegal. 

Na atual gestão do prefeito Fernando Haddad as dificuldades para que este comércio seja combatido tem sido imensas, e mesmo com as denúncias que são encaminhadas pelos protetores, ativistas e cidadãos nenhuma providencia tem sido tomada, e fim de semana após fim de semana, vemos filhotes sendo expostos ao sol, a chuva, ao frio, a sujeira das calçadas e gramados, sendo manuseados e o que é mais grave vendidos ao ar livre contra a lei e sem o menor cuidado que os proteja das doenças oportunistas.
Embora a subprefeitura de Itaquera, que é responsável pela região onde ocorre a feira da Jacú Pessego tenha chegado a impedir seu funcionamento durante algumas semanas, os comerciantes ilegais voltaram com tudo e se instalaram novamente sem medo de ser feliz!!!
Não deixem de assistir aos vídeos e vejam as declarações dos veterinários sobre os riscos de se adquirir animais nestes locais contaminados.

Aqui mesmo no blog temos outra postagem sobre a Jacú Pessego e algumas pessoas que compraram filhotes neste local dão depoimentos sobre animais que foram adquiridos neste local e que vieram a óbito após muito sofrimento. Acessem o link para ler os comentários enviados para nosso blog:
http://goo.gl/jpqdeC
Vejam abaixo o vídeo do R7 sobre a feira da Jacú Pessego e as denúncias gravíssimas que ele contém. 

video

Um outro ponto viciado também que há anos se tenta acabar é o da Praça Agostinho Betarello, localizada na Vila Leopoldina e cujo subprefeito apesar de ter se reunido conosco em 2013  http://goo.gl/T61Ixa e prometido dar combate a essa feira ilegal não cumpriu a promessa, e ultimamente nem responde mais as denúncias encaminhadas. Outro local sobre o qual já fizemos inúmeras matérias aqui no blog.
Uma reportagem do R7 também mostra a crueldade que envolve a venda de filhotes neste local que fica em frente a um grande pet shop da nossa capital.


video

Como denunciar o comércio ilegal de filhotes na cidade de São Paulo:
http://goo.gl/6JQQV4

VAMOS DEMONSTRAR QUE QUEREMOS O FIM DO COMÉRCIO ILEGAL NA JACÚ PESSEGO? 
ESCREVEM PARA AS AUTORIDADES ABAIXO:
 
JOSÉ CARLOS MEDEIROS DA SILVA É O SUBPREFEITO EM EXERCÍCIO DE ITAQUERA. COMPETE A ELE DETERMINAR AS AÇÕES PARA REPRIMIR O COMÉRCIO ILEGAL DE FILHOTES EM SUA REGIÃO. 
jcarlosmedeiros@prefeitura.sp.gov.br

DRA ROSANE CORREA  DE OLIVEIRA É A GERENTE DO CCZ/SP O ÓRGÃO QUE  É RESPONSÁVEL PELA OPERAÇÃO DE APREENSÃO DE FILHOTES, NO CASO DE LOCAL PÚBLICO ONDE A LEI ESTEJA SENDO DESRESPEITADA
rosanecoliveira@prefeitura.sp.gov.br

O AUTOR DA LEI 14483/07 É O VEREADOR ROBERTO TRIPOLI. PEÇAM A ELE QUE NOS AJUDE PARA E PRESSIONE AS AUTORIDADES RESPONSÁVEIS PELO CUMPRIMENTO DA LEI 14483/07
contato@robertotripoli.com.br

Nota:
Agradecimentos a Roberta Palmari por nos ajudar com os vídeos. 



terça-feira, 28 de outubro de 2014

São Francisco reconhece o direito a liberdade de baleias e golfinhos.



São Francisco/EUA reconhece os direitos de golfinhos e baleias a liberdade. 
Informe 21 - 24 de Outubro de 2014
 
Em uma decisão histórica nesta quarta-feira (22/10/2014) o Conselho de Supervisores de San Francisco aprovou uma medida que garante o direito de viver em liberdade aos cetáceos. 
A resolução afirma claramente que estes animais merecem "ser livre do cativeiro, e permanecerem sem restrições em seu ambiente natural."

Entre as razões para esta decisão, o conselho citou as capacidades intelectuais e emocionais complexas de cetáceos, assim como o estresse psicológico e alta taxa de mortalidade causada pelo cativeiro nos parques marinhos como o SeaWorld.

Este fato inédito nos Estados Unidos conta como precedente que
o comissário Russel Tenofsky do Controle de Animais e do Bem-Estar São Francisco comissário Russel Tenofsky levantou esta questão ao comitê no início deste ano.
Este ato pode ser o primeiro de seu tipo, mas a resolução de San Francisco não é a primeira tentativa de proteger os cetáceos em cativeiro. Em março, uma comissão do Senado aprovou em New York a chamada "lei BlackFish " (como o documentário) que proíbe a instalação de parques marinhos com orcas em cativeiro no estado. 

Em junho, o Congresso dos EUA aprovou por unanimidade uma lei para proteger as orcas em cativeiro e outros mamíferos marinhos.

Sam Berg, um ex-treinador SeaWorld que apareceu no documentário "BlackFish" disse ao site O Dodo que o movimento poderá levar a "uma proibição total de baleias e golfinhos em cativeiro em os EUA"

Fonte: http://goo.gl/w0B16g

Nota:
Tudo o que pensamos e defendemos sobre golfinhos e baleias se resume ao banner abaixo.
#confinamentomata
 






sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Ativistas invadem aula de medicina com procedimento em animais vivos.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Vale Tudo em nome dos animais? Peçamos perdão a eles por mais isto!!!




Todos sabem de nossa luta pelo cumprimento da lei 14483/07 desde sua aprovação e de toda a dificuldade que envolve o seu cumprimento, já que por mais pressão exercida ao longo dos anos, quando se depende do poder público para fiscalizar e multar os infratores e impedir que se estabeleçam nos pontos viciados a dificuldade é superior aos nossos esforços e de toda a sociedade. Temos aqui no blog vários publicações sobre isso e um histórico de luta que sempre nos orgulhou.

Infelizmente temos na cidade de SP dois locais onde se conseguiu retirar os comerciantes ilegais diversas vezes, mas assim que a repressão diminui eles voltam a tomar conta novamente. Muitos nos procuram para pedir informações no encaminhamento das denúncias e sempre fizemos de tudo que estava ao nosso alcance para ajudar. Mas realmente essa gestão atual tem sido extremamente relapsa em relação ao cumprimento dessa lei e nossa cidade está um caos completo.

Mas hoje o objetivo dessa nossa postagem  não é apenas para falar dessa nossa luta.
Nessa semana fomos surpreendidos com algo que realmente fere o princípio da ética, da honestidade, e do verdadeiro ativismo, e infelizmente constatamos que ultimamente nossa causa vem perdendo muito com atitudes como essas. 

Um banner de nossa autoria, feito com fotos cedidas por um colaborador foi totalmente adulterado e mesmo seus autores sendo criticados por essa atitude, afirmam que estão fazendo isso pelos animais.
Mas aí vamos aos questionamentos
Se somos a voz dos animais.... pela percepção distorcida dessas pessoas, eles mentem? são antiéticos? são manipuladores? se apropriam da propriedade intelectual dos seus próximos? se apoderam do trabalho de seus semelhantes e a tomam para si ? desprezam a luta dos seus pares?
Lógicamente que não!!!

Animais seres escolhidos por nós como alvo de nossa luta e defesa são seres evoluídos, de espírito elevado, de alma leve, pura, digna, superior, altiva, nobre, límpida como água cristalina e fresca.....

Existem outras denúncias onde a prática de se apoderar de material alheio tem sido observada nestes grupos que insistem em tentar monopolizar uma causa que não deve pertencer somente a alguns, mas que deve sim pertencer a todos aqueles que se sensibilizam pela dor e sofrimento dos animais.

 


Uma imagem vale por mais de mil palavras não é mesmo?

Nota: 
Temos a impressão que ultimamente o ativismo e a proteção animal em geral optou pelo Vale Tudo, e muitos se sentem acima da lei, da ética, da educação, dos princípios básicos da convivência e de qualquer preocupação que não seja a própria necessidade de estar sempre em evidência dando a impressão que apenas eles são capazes de atuar na defesa dos animais.

Plagiar ou se apoderar de propriedade intelectual é crime previsto em lei http://goo.gl/vnAcGD




segunda-feira, 20 de outubro de 2014

SOS SILVESTRES QUEIMADOS DA SERRA DO JAPI - JUNDIAÍ