domingo, 7 de setembro de 2014

A arte de matar galinhas - Peça de teatro incita matança e maltrata animal em cena.



Parece que quanto mais a gente reza, mais assombração aparece.
Chegou até nós através da Sheila Moura do blog O Grito do Bicho, um alerta sobre uma peça chamada A arte de matar galinhas. Só de ler o título já tomamos um susto....mas primeiro fomos ver do que se tratava e para nosso espanto descobrimos um vídeo de cerca de uma 1hora e 5minutos com todo o "espetáculo", pois a peça já foi apresentada anteriormente em outros espaços.

Vejam abaixo a sinopse da peça.


A peça será apresentada no teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo nos próximos dias 08/09 de setembro as 20hs, e para nosso espanto a censura é apenas de 12 anos http://goo.gl/JhMRnz
E o que nos deixou mais espantados além da total falta de respeito pelo animal  que na peça é chamada de Ema, é a forma como ela é tratada o tempo todo sendo pega pelas asas, sem nenhum tipo de cuidado e sem que em nenhum momento o artista se lembre que animal sente dor, medo, angústia, stress, alegria e tristeza como nós os tais seres humanos. Também não se observa nenhuma reação da plateia ao stress que o animal é submetido, ou qualquer sentimento quando ela grita ao ser pega pelas asas e piar provavelmente de dor.  Reparem nas expressões....e a afirmação de uma das participantes admitindo que já matou galinhas com um sorriso no rosto.

O protagonista da peça, incorporando o tal cozinheiro se refere a galinha como se fosse apenas um ingrediente, ou mesmo em outros momentos, como um adorno ou objeto. A Ema não é morta durante o espetáculo, porém é tratada apenas como um acessório do cenário e o fato dela chegar viva ao final da peça não quer dizer que não se esteja cometendo um crime contra o animal.  Em um determinado momento da peça o ator diz que "quem nunca cortou algo tem uma lacuna em sua vida".
Alguns poderão nos achar exagerados, mas nenhum animal merece ser tratado dessa forma, nem galinha nem qualquer outro.

Temos que evoluir em relação a forma como o animal é visto pela sociedade. Não podemos concordar jamais com colocações como as que são feitas na peça, em que a referencia feita a um animal o coloca em uma situação de mero contribuinte para o deleite do apetite dos humanos. Talvez o objetivo do texto em questão tenha tido como objetivo chocar a plateia, faze-la se questionar sobre valores ou conceitos, porém ninguém tem direito de tratar com menosprezo uma vida. E se um autor escreve um texto visando fazer com que seja lembrado por ter renovado a arte do teatro deve levar em consideração também que setores da sociedade poderão se manifestar a favor ou não de sua criação.
Assistam ao vídeo editado e tirem suas próprias conclusões.

video

Link para o vídeo original -  http://goo.gl/v09Faz

MANIFESTEM SE  CONTRA A APRESENTAÇÃO DA PEÇA JUNTO AO TEATRO SÉRGIO CARDOSO:
http://teatrosergiocardoso.org.br/contato/



Nota:
Já existe um grupo a frente de uma ação de repúdio em relação a este espetáculo. Em breve daremos mais informações. Aguardem notícias.




7 comentários:

  1. Quando pensamos que já vimos de tudo, nos deparamos com um espetáculo patético chamado "A ARTE DE MATAR GALINHAS". Essa peça de teatro com exibição em São Paulo incita a matança de um animal em cena.
    Sinceramente, sou da opinião que o Ministério da Cultura, juntamente com as secretarias de estado e prefeitura deveriam repudiar uma apresentação nojenta dessas que não se encaixa em NENHUMA FORMA DE CULTURA.
    É isso o que chamam de Lei de Incentivo à Cultura nesse país??????
    Vão se catar!!!!

    ResponderExcluir
  2. Chamam isto de cultura? Se existe algo de que a sociedade está cansada, farta mesmo, é de violência e será que alguém acredita que essa peça está fadada ao sucesso, incentivando a violência contra animais?Ainda querem que prestigiemos o teatro? É sério?

    ResponderExcluir
  3. Acabo de entrar agora 08/09/14 - 17:35 hs. no site do teatro e não parece essa peça na programação. Será que excluíram a sua apresentação???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para nós continua aparecendo no site http://teatrosergiocardoso.org.br/event/a-arte-de-matar-galinhas/

      Excluir
  4. ai, essa gente que não entende de arte... eu já assisti a peça e não tem nada demais. inclusive parece que o ator é vegetariano.

    ResponderExcluir
  5. Gente, me desculpem, mas enquanto as pessoas comerem carne todos os dias, elas não se espantarão com essa cena... Imaginem se essa galinha não fosse usada para "arte"... Ela estaria morta, também estaria estressada... Não podemos dizer que um trabalho não é artistico porque não concordamos com ele... É de mal gosto, e no mínimo ridículo [a sinopse é rasa e boba, pelo amor dos deuses]... Mas a questão não é de arte ou não arte... O trabalho só reflete a vida que vivemos, em meio aos pedaços de bife e linguiça e cozido de panela e o diabo... Fazê-lo parar não salvará a galinha... Fazer parte do ritual, questioná-lo e tentar responder a altura vai...

    E com certeza, todos temos o direito de ODIAR a peça, por favor, gritem contra ela se quiserem... Mas isso vai ser um grito vazio se vocês não mudarem as ações da própria vida e não tiverem real compaixão pelos animais... ter pena da pobre galinha e comer uma canja amanhã não dá, né?!

    ResponderExcluir