sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Slow Lóris - Um bichinho cuja fofurice o colocou em risco de ser extinto do planeta.

Foto: divulgação internet
Muitos devem ter assistido a um vídeo mostrando um bichinho de olhos imensos, com uma carinha super meiguinha e carente, pegando bolotas de arroz com a patinha e colocando na boquinha. Ou então um outro vídeo onde um Loris é acariciado e levanta os bracinhos como se estivesse adorando muito aquilo que estão fazendo com ele. 
Pois bem....foram estes vídeos produzidos por traficantes de silvestres, com o objetivo de despertar a vontade nos que os assistem de ter um bichinho tão fofo, que está levando a espécie a deixar de existir no planeta.
Ao se transformarem em virais os vídeos fizeram com que os Lóris entrassem para a lista de animais cobiçados para se transformarem em pets, ou seja, foram transformados no sonho de consumo de muita gente.
Além da destruição do seu habitat, o fato de que alguns medicamentos utilizados na medicina tradicional asiática utilizam a espécie está empurrando os Lóris cada vez mais para o risco de extinção.

Foto: Paul Williams/ Creative Commons
O Lóris (Nycticebus sp.) é um mamífero asiático, extremamente adaptado a vida noturna (por isso os olhos imensos), e sua lentidão é uma estratégia para não ser pego por predadores e também para poder capturar suas presas nas florestas, já que assim não faz barulho quando percorre os galhos das árvores.
Ele também possui uma característica que o diferencia.  É o único primata venenoso do mundo. Apenas uma mordida deste lindo bichinho pode matar um homem adulto.

A crueldade por trás do tráfico

Para evitar que o veneno dos Lóris ameace os seus possíveis donos, os traficantes extraem seus dentes a sangue frio, sem nenhum tipo de cuidado ou higiene, o que acaba ocasionando a morte da grande maioria. E os que sobrevivem a essa crueldade,  acabam ficando cegos por serem expostos por seus donos à luz solar excessiva, o que vai completamente contra sua a natureza noturna.

Foto: International Animal Rescue (IAR)/ Creative Commons
A luta pela preservação da espécie

Em 2012 a pesquisadora Anna Nerkis, da universidade de Oxford,  produziu um documentário chamado Jungle Gremlins of Java mostrando cenas de Lóris em mercados ilegais na Indonésia, onde são vendidos a US$ 25.  Em países onde se tornaram populares como a Russia e Japão seu preço pode chegar a US$ 2500.
A dra. Anna Nerkis também criou o projeto The Little Fireface Project, voltado especialmente à preservação dos Lóris.
Mesmo com as evidencias do mal que os vídeos feitos pelos traficantes vinham causando à espécie, ainda assim haviam rumores de que eles beneficiariam os Lóris pois alguns defendiam que atrairiam a atenção para sua conservação.
Ao fazer uma pesquisa nos comentários postados pelos que assistiam as vídeos a grande maioria era de pessoas afirmando que "eu quero um".
Abaixo o trailer do vídeo Jungle Gremlins of Java.


Alguns vídeos foram retirados da internet e com a divulgação das informações de que os dentes dos Lóris são extraídos, que são venenosos e que não são sobrevivem por muito tempo e nem são felizes em cativeiro, a situação começou a mudar. Mas ainda há um longo caminho pela frente na busca da preservação da espécie.

Abaixo um trecho do programa da Nat Geo Wild sobre o tráfico de animais mostrando uma investigação feita em Bangkok cidade onde ocorre a venda dos Lóris. 


Nota:
Para aqueles que acham lindo e sonham em adquirir um silvestre para ter em casa, resta apenas torcer para que se conscientizem que sempre existem crueldades por trás do comércio de qualquer espécie, mesmo quando alegam que o animal é procedente de criação legal. Nenhum silvestre deve ser tratado como pet jamais, porque só o fato dele não conviver com seus semelhantes e estar fora do seu habitat já é por si só uma das maiores crueldades que alguém pode praticar contra um ser vivo.
Para isso existem cães e gatos que foram domesticados há milhares de anos e que mesmo assim nós ainda temos dificuldades em conviver com eles, tanto que muitos são maltratados ou abandonados por desenvolverem "problemas" comportamentais. 






3 comentários:

  1. Parabéns pelo lindo trabalho, ajudem a não serem extintos. Chega desses traficantes de animais ficarem impunes.

    ResponderExcluir
  2. Pois é preparam um vídeo, as pessoas se enganam facilmente, vamos repassar essa informação.Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. https://www.youtube.com/watch?t=115&v=otTNxR8C4uE

    ResponderExcluir